Simbolismos

Sabemos que sonhos e visões contém símbolos. O símbolo é uma representação compreensível de um assunto que, em geral, é muito maior do que o símbolo mesmo. Nosso espírito humano consegue entender os símbolos com relativa facilidade. – 1Co.2:

14 Ora, o homem natural não aceita as coisas do Espírito de Deus, porque para ele são loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente. 15 Mas o que é espiritual discerne bem tudo, enquanto ele por ninguém é discernido. 16 Pois, quem jamais conheceu a mente do Senhor, para que possa instruí-lo? Mas nós temos a mente de Cristo.

E também 1.Pedro:

20 sabendo primeiramente isto: que nenhuma profecia da Escritura é de particular interpretação. 21 Porque nunca jamais qualquer profecia foi dada por vontade humana; mas, santos homens de Deus falaram movidos pelo Espírito Santo.

O mesmo se dá com as Escrituras e seus símbolos. A formiga é um símbolo que pode aparecer num sonho. Ela simboliza trabalho árduo, prosperidade, preparação para tempos difíceis, sabedoria . (Prov. 6: 6-8; 30:25). Podemos entender muito das Escrituras se entendemos o simbolismo dela. Em geral, quando um símbolo é mostrado, em seguida há uma explicação sobre ele (Ap.17 – a prostituta, o monstro de sete cabeças e dez chifres). Se não está logo adiante ou um pouco atrás, haverá alguém a quem o Espírito mostrou o significado do símbolo em outro tempo e está registrado nas Escrituras. Ela mesma se explica.

OBS: Os símbolos podem ter um conteúdo antagônico. P.ex.: No caso da formiga, podem significar trabalho próspero como também a falta dele. Tudo depende do contexto, ou seja, qual a emoção que sentimos quando vimos a formiga no sonho. É a emoção que indica qual a direção que devemos seguir para conhecer o significado do que sonhamos.

Se formos diligentes, anotamos o significado dos símbolos para podermos discernir outros textos que contém os mesmos símbolos. Porém, dá-se o mesmo que nos sonhos e visões: a explicação final do quadro todo vem só do Espírito Santo.

Escrevo estas poucas palavras para avisar aos leitores que estou preparando mais uma pequena apostila contendo símbolos já estudados em outros sonhos pelo grande homem de Deus John Paul Jackson, já falecido. Todos têm base nas Escrituras e podem ser usados por quem se interessa pelo assunto ou por quem tem um sonho e quer entendê-lo. Lembro mais uma vez que tais símbolos servem para nos dar uma informação a respeito do quadro: tamanho da moldura, se é de madeira ou gesso, tipo de tela – tecido, papel -, se a pintura é colorida, quais cores contém, que desenho foi feito, etc. O sentido da pintura, porém, vem sempre e só do Senhor.

Fica também meu conselho: sempre anote tudo o que está relacionado à sua vida de fé. Mantenha um caderno separado para isso, no qual estão anotadas as razões para suas orações, seus sonhos, suas visões, suas impressões (intuição) sobre alguma coisa, enfim, o que lhe parecer importante na caminhada de fé com o Senhor. É muito bom anotar para conferir depois, para ver se estávamos certos, se erramos e onde erramos, o que o Senhor corrigiu, como nos orientou, enfim, uma espécie de avaliação constante da nossa caminhada com Ele. Tais anotações poderão servir para nossos descendentes, que entenderão como vivemos e como poderão se desviar dos erros que nós cometemos, pois são da mesma linhagem familiar.

E não menos importante – temos que ser honestos conosco mesmos quando escrevemos: quem mente para si mesmo está tentando mentir para Deus também. Ao buscarmos a verdade estamos nos conhecendo melhor e agindo conforme diz Paulo: Examine-se, pois, o homem a si mesmo, e assim coma do pão e beba do cálice. – 1Co.11:28. E, ao fazer isso, faça da melhor forma que puder: não rabisque coisas sem sentido, sem pontuação, sem o menor zelo com a gramática, sem data nem indicação de lugar. Lembre-se que você vai ler depois e pode não entender o que escreveu. Se assim for, de nada adiantou o trabalho feito. E também, pense nos que virão depois de você: podem não conseguir entender o que você quis dizer ou até entender errado, o que é pior. Se não consegue escrever direito, hoje temos muitas ferramentas à disposição para gravarmos nossa voz. Faça isso e guarde em local seguro. Com o tempo você verá quão útil foi o trabalho realizado. Afinal, as Escrituras foram escritas com essa mesma intenção.

Voltando à ativa

Caros leitores e ouvintes, peço que me desculpem. Tive que parar as publicações por um tempo, por problema de saúde na família, o qual ainda não está totalmente resolvido mas já amenizado. Aos persistentes, muito obrigado.  Sigamos.

Estou pesquisando – e escrevendo – sobre um assunto que vai despertar o interesse de muitos: os sonhos. O que eles são? Sempre são produto de nossa mente tentando resolver problemas? São o resultado de reações químicas em nosso cérebro? Saímos de fato do nosso corpo quando dormimos?

Sonhos podem vir da nossa mente carnal, de Deus e até de Satanás. Há meios de entendê-los e saber a origem. Podem ser premonitórios, podem mostrar um chamado ou aviso de Deus, ou podem indicar que problemas estão se avizinhando e é necessário tomar uma providência, podem indicar que você tem um problema hereditário cuja origem está em algum antepassado.  Podemos interpretá-los parcialmente mas o sentido final somente será dado pelo Espírito Santo. Sempre.

Você tem idéia de que o Senhor Jesus já pode ter aparecido a você em sonhos? O Pai e o Espírito Santo, também.

O profeta John Paul Jackson (EUA) procurava uma estação de rádio durante o percurso de carro para o trabalho quando ouviu a locutora dizer que interpretaria um sonho. Deixou ali, pensando ser uma locutora cristã com dons de interpretação. Uma ouvinte ligou e contou que via sua filha brincar no quintal e, de repente, aranhas começaram a aparecer, vindo do fundo para a frente; subiam na garota e a sufocavam. Ela correu até o mercado e pediu um spray de veneno. O vendedor, um homem calmo e sério, respondeu com firmeza que aquilo não adiantaria e que ela mesma teria que resolver a situação. A interpretação da locutora new age foi  a seguinte: ela deveria dar mais amor à filha, que estava se sentindo abandonada e, por isso, a angústia se manifestava em forma de aranhas.

O profeta ouviu aquilo e disse: Está tudo errado! As aranhas indicam uma atividade maligna que está para ocorrer sobre a menina. Quando a mãe vai ao mercado, quem a atende é o Senhor mesmo, e diz que ela deveria resolver a questão. Como? Orando! Como as aranhas vinham do fundo para a frente significa que é um problema hereditário, uma maldade ou maldição proferida por um antepassado que Satanás estaria cobrando na linhagem familiar.

Este é apenas um dentre milhões de sonhos. Quantos desses sonhos vieram de Deus para nos avisar de problemas, mostrar que devemos orar, que precisamos mudar algo em nós, que Deus vai mudar nossas vidas, que precisamos avisar alguém de um perigo ou de uma bênção? Vários, certamente. Há muito que o Senhor quer falar conosco mas não lhe damos atenção. Para esquentar os motores, vá lendo Jó 33:14 e seguintes e comece a pensar no assunto. Vá ao livro de Daniel e veja os sonhos que o profeta interpretou para o rei. Veja os sonhos de José, filho de Jacó. Veja as interpretações e comece a pensar – e a orar – para ver como têm sido as mensagens de Deus para você. Estou plenamente convencido de que Deus tem falado com muitos nestes dias difíceis que atravessamos.

E você, tem entendido seus sonhos?

Aguardem as próximas postagens e, ao final, uma apostila com o resumo dos assuntos tratados.

Abração a todos! Deus os abençoe.