Palavra profética para o Brasil – a seca

Palavras que o Senhor disse em 10/11/2013

Ouve, povo meu, pois entenderás o que tenho contra ti. Ouves minha voz e não respondes a mim. Lanço sobre ti o opróbrio e não atentas à minha voz. Maltratas meus profetas e queres que eu te abençoe. Pois eu vos digo a vós, meu povo, que de ti não tirarei quem me sirva, senão uns poucos. De ti não haverá quem faça a minha vontade, pois sois infiéis e desprezíveis.

Atentai, povo meu, para o que tenho dito por meus servos, os profetas: em breve caireis e não haverá quem vos socorra. Invocais deuses que não são e não a mim, o único Deus Eu Sou. E eu vos digo o que tereis: tereis setenta anos de vergonha, miséria e pó. Eu secarei a vossa terra e direis que sois culpados por aquilo que não é culpa. Acaso não prometi sustento? E acaso eu não vo-lo dei? Não o tereis mais.

Eu tirarei meu povo deste lugar e não vereis mais a luz. Zombais daquele que vos enviei e não o tendes por fiel a mim, mas vos mostrarei que eu chamo e abençôo a quem quero e aquele a quem chamei me ouve e me obedece.

Pois eu tirarei meus profetas desta terra e não ouvireis mais suas vozes em teu meio até que se cumpra o tempo que determinei. Com eles irão uns poucos que tenho chamado e estes ungirei com poder para que me ouçam e me sirvam.

Temei e tremei, povo fraco, pois será na fraqueza que aprendereis. Eu vos digo que breve vereis o que vos tiro. Dareis a outros as vossas posses e as vossas herdades, pois de nada adiantou eu vos prosperar. Usastes vosso dinheiro contra mim, dando-o ao deus a quem servis. Pois ele vos castigará com açoites e arrancará o vosso couro, e sangue correrá pelas ruas. E vereis o sangue e nem assim vos lembrareis do sangue derramado por meu Filho, o Santo Servo que dei por vós.

Eu vos farei esquecer de mim para que aprendais a lembrar daquele que vos salvou.

Vossa terra não produzirá a partir do ano que chega, vossas vinhas secarão e não tereis mais regozijo até que se cumpra o tempo determinado.

Tereis medo e em medo vivereis até que eu mesmo os resgate para mim. Como disse meu profeta Jeremias “a minha mão está erguida contra ti e não se abaixará até que cumpram-se os meus desígnios”.

Não entendereis porque vos cegarei e entregarei vossos filhos à vergonha. O mundo rirá de vós, néscios, e vos farei tornar ao vômito, desde cedo até de manhã. E todos os dias vos lamentareis por não terdes ouvido a voz dos profetas e correreis de um lado a outro procurando quem vos console, mas não encontrareis descanso.

Guardai este sinal: assim que meus profetas saírem, vossa destruição está próxima. Atentai e vede que Eu sou Deus zeloso pela palavra que sai da minha boca e é ouvida por meus servos, os profetas: ela não volta para mim vazia, mas antes realiza a minha vontade e estabelece aquilo para o qual a designei.

Vós, que zombais da verdade, alegando conhecê-la sem nada saber, vós sereis quebrantados pela vara amolecida, que enverga mas não quebra. Eu mesmo a quebrarei e vos farei voltar a mim, mas não sem antes destruir a vossa terra e a vós.

Sabei que eu sou Deus e não há outro.

3 pensamentos sobre “Palavra profética para o Brasil – a seca

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s