Quem será tirado do meio? – Explicações

Conforme prometi há algum tempo, pretendo esclarecer alguns pontos que ficaram sem clareza no texto que escrevi. Peço desculpas aos leitores mas, devido à terrível conexão que a empresa Vivo me vende a peso de ouro, não consegui enviar textos nem escrevê-los no blog conforme quis. Hoje, com alguma paciência, tento fazê-lo já que a conexão apresentou ligeira melhora que não sei até quando durará. Portanto, aproveito a ocasião.

No texto anterior eu me referi àquele que detém o iníquo e que será tirado do meio para que ele apareça. Reli tudo e não vou apagar o que escrevi, pois é parte da história do meu aprendizado.

Concluí anteriormente que quem detém o iníquo é o evangelho que, uma vez pervertido pela apostasia, enfraquece a Igreja e, devido a esta fraqueza espiritual apóstata, deixa de agir segundo a Palavra de Deus dando oportunidade para que satanás atue com total desenvoltura.

Bem, onde errei, então?

  • Em primeiro lugar, a igreja não estará totalmente apóstata. A igreja Filadélfia, fraca mas fiel, estará ativa e será guardada pelo Senhor, da tentação que virá sobre o mundo inteiro. Assim, o evangelho estará firme e intacto no meio desta igreja. Lembrando que o Senhor age com dez ou com dez mil. Se eu estivesse correto em minha conclusão, esta pequena igreja seria suficientemente capaz de deter o maligno com suas orações e práticas de fé. Conclusão minha, não está escrito assim na Bíblia. Desta forma, se minhas conclusões anteriores estivessem corretas, o poder do povo santo não teria acabado, uma vez que a Igreja Filadélfia o guarda intacto por ser fiel à palavra de Cristo.
  • Em segundo lugar, a besta atacará os ‘demais filhos da mulher’ (Ap.12:17), ou seja, aqueles que guardam os mandamentos de Deus e  mantém o testemunho de Jesus. Embora seja uma parte da Igreja que a besta atacará, deixei de considerar o que eu mesmo afirmei no texto, ou seja, que a Igreja passará pela tribulação.

O melhor local para se estudar este tema tão interessante é o Projeto Omega.

O que, talvez, eu tenha acertado em minhas conclusões é que a apostasia é parte da cronologia dos acontecimentos. No entanto, errei ao dizer que é a causa direta do aparecimento do iníquo, ou seja, se o poder do povo santo – o evangelho na Igreja – for deturpado, satanás terá licença para atuar livremente.

Na verdade, a apostasia é um dos sinais, e não a causa do aparecimento do iníquo. É um sinal forte, porém, pois enganará muita gente de dentro da Igreja. E, como vejo que uma parte da Igreja tem se desviado demais do caminho bíblico e da sã doutrina dos apóstolos, concluí apressadamente que quem deteria o iníquo era o Evangelho pregado e vivido pela Igreja. Peço desculpas a todos os leitores por este erro. Recomendo novamente a leitura e estudo do Projeto Omega que me parece o mais correto em todas as análises bíblicas, e também dos eventos que vivemos hoje.

Isto serve de lição a mim e a todos quantos pensam em atuar onde não foram chamados.

Cito abaixo a conclusão muito mais adequada do que a minha segundo o Projeto Omega, no estudo-1:

  • Devido a essas razões e respeitando todas as outras, já que estamos abordando um tema não revelado diretamente na Palavra, cremos que “quem” e “o que” resiste o clímax do mistério da iniqüidade e sua concretização num evento específico, num local específico e num dia específico (abominação da desolação), é o arcanjo Miguel e suas hostes. No livro de Daniel, fica a clara conotação que o arcanjo Miguel, um dos primeiros príncipes (Daniel 10:13), cumpre funções de resistência espiritual. Isso fica exposto em passagens como Daniel 10:12-13, Daniel 10:20-21 e Daniel 12:1. O mesmo arcanjo cumpre missões de combate espiritual, como fica registrado em Apocalipse 12:7, numa passagem notavelmente relacionada ao princípio da grande tribulação.  Baseados nestes princípios e revelações escatológicas, nós acreditamos que o arrebatamento e subsequente encontro da Igreja com o seu Senhor e Salvador, terá lugar no momento em que no céu aparecer o sinal de Cristo, ou seja, no momento de sua segunda vinda. Essa segunda vinda será um evento único e acontecerá logo após a grande tribulação.

Recomendo, mais uma vez,  a todos a leitura de todo o site citado  para melhor compreensão do tema referente aos dias da tribulação. Ali, os irmãos demonstram amplo conhecimento histórico e bíblico, além de exporem com bastante clareza e bases bíblicas todo o desenrolar dos fatos escatológicos. É evidente que também podem estar errados em um ou outro ponto, mas eu não saberia dizer agora se estão errados ou não. No presente momento, entendo que estão corretos em seus estudos e conclusões, portanto, me abstenho de comentar qualquer texto destes queridos irmãos na fé.

Enfim, é um assunto que depende de vasto conhecimento das Escrituras, principalmente do grego, do latim e do hebraico, línguas usadas nos manuscritos bíblicos. Conheço as Escrituras, mas não a este ponto.

Espero ter me redimido diante dos meus leitores. Que o Senhor cresça e que eu diminua.

O testemunho de Jesus é o espírito da profecia – Ap.19:10-b

Um pensamento sobre “Quem será tirado do meio? – Explicações

  1. Entendo como muito importante estarmos sempre abertos ao conhecimento. Tenho visto muitos teólogos exporem suas conclusões como sendo acima de qualquer suspeita, porém diante do Senhor precisamos reconhecer que nem sempre conseguimos alcançar a grandeza das revelações da Palavra. Isso é quebrar paradigmas.
    Que o Senhor lhe abençoe, pois a humildade precede a honra. E que este blog possa continuar abençoando a vida de muitos.

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s